sexta-feira, abril 16, 2010

2046



Sempre que as pessoas me perguntam porque deixei 2046 dou-lhes respostas vagas. Antes, quando as pessoas tinham segredos que não queriam compartilhar, subiam a uma montanha, procuravam uma árvore e faziam-lhe um furo. Depois sussurravam o segredo nessa abertura e tapavam-na com barro. Dessa forma, o segredo permaneceria para sempre por descobrir.
Uma vez apaixonei-me por alguém. Após um tempo ela deixou de estar aqui. Fui a 2046. Pensei que poderia lá estar, esperando-me. Mas não pude encontrá-la.
Não consigo parar de me perguntar se ela me amava ou não. Mas nunca descobri a resposta. Talvez a sua resposta fosse como um segredo que ninguém jamais saberia.
Todas as recordações são rastros de lágrimas…


in 2046, de Wong Kar Wai

11 comentários:

Poetic GIRL disse...

Uau que bonito. Realmente há segredos que nunca são revelados... nunca os saberemos não é? bjs

redonda disse...

Muito bonito e triste.

Vinte e Quatro disse...

http://www.youtube.com/watch?v=knII3S0MZtY&feature=related

beijo em dourado

vinteEquatro

Cria disse...

Encantador, poeta amigo !

alice disse...

muito bonito, jorge, adorei. um beijinho*

moriana disse...

A banda sonora é fabulosa!
(creio que Kar Wai fixou essa imagem do segredo no final de "In the mood for Love")
:)
bj.

JFDourado disse...

"In the mood for love" e "2046" são dois dos meus filmes preferidos. Se há por aí alguém que ainda não os viu faça o favor de corrigir isso! ;)

pin gente disse...

parece-me bela esta forma de guardar os segredos... será que alguém os pode ouvir abrindo um buraco do lado oposto?

um abraço
luísa

Ana disse...

tenho esses dois filmes ali guardados, è espera de tempo de qualidade :P [ver se não acontece como com algumas garrafas de vinho, que de tanto esperar por ser bebidas estragam-se :P] beijo*

Nirvana disse...

Muito bom!
:)

variasformasdearte disse...

uma obra prima :-)
Kiss